Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os Sabores da Maré

Os Sabores da Maré

21
Out17

Era uma vez...

Íris

<<Era uma vez uma rapariga que queria crescer e tornar-se adulta.>>, e é assim que começam a maior parte das histórias. Porque existe sempre alguém que quer ser mais daquilo que pode ser. E esta história não é diferente das outras. Diria eu, muito semelhante senão igual a muitas outras que andam por aí.

Tenho tido uma vida muito intensa, com pressa de trabalhar para ter mais um dinheirinho que entra dentro de casa, para ter independência e liberdade em geri-lo.

Sonhei muito tempo com uma vida estável e acabei por perceber, cedo de mais, que a estabilidade não acontece connosco. Não pelo menos com a minha família. A instabilidade acabou por se tornar sempre a nossa "casa".

Encontro-me mais uma vez, no meio de uma história, para os fortes e crescidos.

Mas hoje as coisas são diferentes. Hoje sou uma miúda que sonha em não ter de abarcar com esta dura realidade. Talvez por ter sido sempre, em parte, protegida pela minha família, do mundo que havia lá fora. Hoje eu não quero mais ter de me sentir à deriva numa imensidão, não quero crescer, não quero que os anos passem.

Hoje durmo com o coração apertado, com o pensamento naquela conta por pagar. Ou no obrigada que deveria ter dito à senhora da mercearia que me deixou levar as compras com a promessa de que lhe pagaria no próximo mês.

Hoje durmo com o coração apertado porque é mais um dia que tenho de ganhar coragem para não desistir, e contar à minha mãe que recebemos uma carta para sair de casa.

Hoje é mais um dia como todos os outros e às vezes, é preciso ter mais força e coragem.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D